a
HomeNotíciasApós carnaval marcado por críticas e protestos, Brasil volta a parar na segunda, 19

Após carnaval marcado por críticas e protestos, Brasil volta a parar na segunda, 19

Greve Geral vai contar com adesão dos servidores federais que se juntam a outras dezenas de categorias em defesa das aposentadorias e direitos trabalhistas

 

O carnaval, marcado por muitos protestos políticos que viraram inclusive tema de escola de samba, acabou. Mas segunda-feira, 19, o Brasil todo vai estar junto de novo. A classe trabalhadora se une novamente em torno de uma Greve Geral contra a reforma da Previdência e a retirada de direitos da classe trabalhadora. Servidores federais de todo o Brasil vão estar na paralisação e atos que devem marcar o dia. A decisão unânime de participar da Greve Geral foi tomada em reunião ampliada dos fóruns (Fonasefe e Fonacate) que integram o conjunto dos federais. No encontro outros eixos unificados foram aprovados e devem conduzir uma grande campanha nacional pela revogação da Emenda Constitucional (EC) 95/16, que congela investimentos públicos pelos próximos 20 anos. A luta contra o desmonte dos órgãos públicos, pela revogação da reforma Trabalhista e por eleições democráticas em outubro também compõe o eixo de unidade entre os federais.

Paralela à luta em defesa dos serviços públicos, a categoria também vai conduzir trabalho de fortalecimento para garantir avanços em eixos específicos. Foi aprovada a luta pela aplicação de um índice de 25,63% projetado pelo Dieese como percentual que representa perdas salariais dos últimos anos sofridas pelo setor. O cumprimento de acordos firmados e assinados em 2015 com diversas categorias também faz parte dos eixos centrais desse trabalho, além da luta por uma data base para os servidores em 1º de maio. A extensão do índice da Lei 13.464/17para todos servidores federais, além da aplicação de valor paritário de 50% da União e servidor nos planos de saúde completam os eixos específicos.

Share With:

andrade@sintrafesc.org.br

Sem comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.