a
HomeNotíciasCondsef/FenadsefCondsef/Fenadsef também quer saber: “Cadê os projetos?”

Condsef/Fenadsef também quer saber: “Cadê os projetos?”

No Dia da Educação, reforçamos questionamento feito pela deputada Tabata Amaral ao ministro Ricardo Velez. Sabatinado por parlamentares, ministro foi evasivo em respostas e deixou insegurança sobre futuro da educação no País

 

Um vídeo da deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) viralizou nessa quinta-feira, 28, dia em que se comemora o Dia da Educação no Brasil. Nele, a deputada questiona o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, na Comissão de Educação da Câmara em debate que aconteceu ontem, 27. Inconformada com o despreparo de dados e ausência de projetos concretos para a educação no País, Tabata externou toda frustração que alcança também grande parte dos brasileiros. A Condsef/Fenadsef se soma a ela e a outros parlamentares que também fizeram críticas ao que até agora conseguiu produzir o Ministério da Educação: apenas polêmicas. A entidade, assim como a deputada federal, também quer saber: “Cadê os projetos?”

Além de exonerações, que já passam de 15 em cargos estratégicos no MEC, ontem a jornalista da GloboNews, Eliane Cantanhêde, chegou a anunciar ao vivo em um jornal da emissora a demissão de Vélez. Minutos depois o presidente Jair Bolsonaro foi às redes sociais desmentir a repórter

Não há dúvidas de que existe uma crise instalada na pasta da educação, uma das mais importantes para o País. É inadmissível que enquanto produz polêmicas, como quando determinou – e voltou atrás – a escolas em todo o Brasil a filmar crianças cantando o hino, além de divulgar slogan de campanha eleitoral do presidente da República, o ministro não consiga apresentar nenhuma proposta concreta aos parlamentares que questionaram e criticaram seu despreparo para participar de um debate tão importante. 

EC 95/16 precisa ser revogada

Condsef/Fenadsef e suas filiadas, que também possuem servidores federais na Educação em sua base, defendem a necessidade de abrir um diálogo amplo com os profissionais e técnicos do setor. Além disso, é urgente que a Emenda Constitucional (EC) 95/16 seja revogada. A emenda congela investimentos públicos por 20 anos no Brasil. Sem investimentos públicos será inviável ao País sair da crise em que está mergulhado. 

“Enquanto as polêmicas forem maiores que a vontade política desse governo em resolver problemas e melhorar a vida dos brasileiros, veremos o Brasil seguir piorando seus índices sociais e econômicos”, alerta Sérgio Ronaldo da Silva, secretário-geral da Condsef/Fenadsef. Para a entidade, o despreparo apresentado por esse governo nos primeiros três meses traz grande insegurança, não só sobre o futuro da educação no País, mas sobre outras e importantes areas que também sofrem com incertezas e ausência de projetos e propostas. “Para onde estamos indo? A depender do que tem nos apontado esse governo, não sabemos. Estamos seguindo rumo ao nada e isso nos deixa muito preocupados”, observou. 

 

  • Capa: Reprodução Youtube

Fonte: Condsef/Fendasef

 

 

 

 

Share With:

andrade@sintrafesc.org.br

Sem comentários

Deixe um comentário