a
HomeNotíciasCampanha SalarialEbserh apresenta contraproposta para ACT 2020/2021

Ebserh apresenta contraproposta para ACT 2020/2021

Empregados devem avaliar os pontos não consensuados com empresa e darão retorno em reunião agendada para o dia 11 de novembro. Assembleias serão realizadas nos estados e Condsef/Fenadsef irá convocar uma plenária nacional da categoria

 

A Ebserh apresentou uma contraproposta aos empregados da empresa para o ACT 2020/2021 em reunião realizada essa semana. A categoria agora deve analisar os pontos não consensuados para que uma resposta seja apresentada no próximo encontro agendado para o dia 11 de novembro. Foram feitas alterações em ao menos nove cláusulas, entre elas da atencipação do décimo terceiro. Na jornada especial de trabalho a Ebserh também incluiu um artigo onde diz que ‘não haverá distinção entre a hora diurna e noturna nas jornadas de 12×36 ou 24×72, em razão da natural compensação com as 36 (trinta e seis) ou 72 (setenta e duas) horas de repouso’.

A empresa ainda propõe alterações nos intens sobre compensação de horas, intervalo intrajornadas, descanso semanal remunerado, trabalho em dia não útil, abono, férias e licença para acompanhar pessoa da família. 

>> Confira aqui a contraproposta da Ebserh para o ACT 2020/2021

Assembleias e plenária nacional

Entidades filiadas devem convocar assembleias virtuais ou presenciais nos estados para debater a contraproposta que modifica várias cláusulas sociais e uma série de itens presentes no atual ACT que está garantido até dezembro desse ano. A empresa quer modificar a forma de pagar insalubridade que, ao invés de ser sobre o salário base, seria sobre o salário mínimo. A categoria já havia sinalizado que essa era uma alteração inaceitável. 

A Condsef/Fenadsef  vai convocar uma plenária nacional dos empregados da Ebserh antes da reunião com a empresa, em novembro, para debater com empregados qual o caminho será seguido para assegurar o ACT 2020/2021.

Nas últimas reuniões a empresa também disse que não teria nenhum índice de reajuste de salários e benefícios a ser apresentado aos trabalhadores.

Na linha de frente no combate à pandemia do novo coronavírus, os trabalhadores da Ebserh estão tendo que lidar com uma série de dificuldades para atender a população e garantir o mínimo de segurança no trabalho. A falta de equipamentos de proteção adequados (EPI’s) e a baixa qualidade de alguns desses equipamentos são pontos críticos. 

A Condsef/Fenadsef e a Comissão Nacional de Negociação seguem lutando pela manutenção de direitos e avanços em cláusulas importantes para a categoria. Os empregados da Ebserh devem continuar mobilizados e atentos ao processo de negociações do ACT 2020/2021 na defesa por nenhum retrocesso e nenhum direito a menos.


 

Fonte: Condsef/Fenadsef

Share With:

andrade@sintrafesc.org.br

Sem comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.