a
HomeNotíciasDireitosEmpregados da Ebserh cobram respeito em Dia Nacional de Luta

Empregados da Ebserh cobram respeito em Dia Nacional de Luta

Em manifesto e live, representantes da categoria esclarecem motivos que levaram a mobilização. Reajuste zero e possibilidade de redução salarial em até 27% indignam. Participe das ações e cobre respeito da administração da empresa

 

Nessa segunda-feira, 1º, empregados da Ebserh em todo o Brasil participam de um Dia Nacional de Luta por reajuste, salário digno e respeito. Nos estados onde for possível, os próprio profissionais da linha de frente devem promove ações nas portas de Hospitais Universitários (HU´s) com faixas e cartazes. O objetivo é chamar a atenção e também informar a sociedade o que o governo está fazendo com os trabalhadores dos HU´s do País, que estão na linha de frente do combate a Covid-19. Uma possível paralisação nacional destes profissionais vem sendo constantemente debatida. 

Entre os motivos da indignação está a situação inaceitável que vem sendo imposta pela empresa que, além de impor reajuste zero nas cláusulas econômicas, quer mudar a aplicação da regra para o grau de insalubridade dos empregados, o que pode reduzir salários em até 27%. O impasse levou o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2020/2021 para o Tribunal Superior do Trabalho (TST). É a 7ª vez que o ACT da Ebserh está sendo mediado no TST.

Em live realizada na última sexta, 26, Condsef/Fenadsef, Fenafar, FNE, CNTS e Fenam falaram sobre o Dia Nacional de Luta e abordaram entraves no processo de negociação com a empresa. Um manifesto por respeito também foi lançado. 

Assista a live:

>> Confira o manifesto dos empregados da Ebserh sobre o Dia Nacional de Luta da categoria

Mobilização nas redes sociais

A participação dos empregados no Dia Nacional de Luta também vai ocorrer nas redes sociais. Estão agendados twitaços às 10h e às 19h dessa segunda. Use as hashtags #negociajaebserh, #nenhumdireitoamenos, #valorizacaodostrabalhadoresdaebserh e #quemcuidamerececuidado. Marque a Ebserh e também o TST em suas postagens no Twitter, Facebook ou Instagram. 

Salve os cards assinados pelas entidades representativas da categoria para dar suporte a campanha. Compartilhe também com amigos e familiares em seus grupos no Whatsapp. Toda participação é fundamental para chamar atenção para a situação injusta que a administração da Ebserh tenta impor a seus empregados. 

 


 

Fonte: Condsef/Fenadsef

Share With:

andrade@sintrafesc.org.br

Sem comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.