a
HomeNotíciasFederais debatem desafios do próximo período em seminário jurídico

Federais debatem desafios do próximo período em seminário jurídico

Os ataques ao setor público envolvem desde ameaça a retirada de direitos com uma nova reforma da Previdência, anúncios e extinção e sucateamento de órgãos, até privatização e demissões

 

Com discursos polêmicos sobre o serviço público, o novo governo deve estrear no próximo ano com a resistência de servidores que se organizam em torno da defesa do setor. Para enfrentar um período que promete grandes desafios, a categoria está se organizando e promovendo debates sobre mudanças já anunciadas e suas possíveis consequências. Nessa quinta-feira, 13, os fóruns que reúnem o conjunto dos servidores federais, Fonasefe e Fonacate, iniciam seminário jurídico que vai abordar alguns desses principais desafios.

O seminário começou hoje com um debate sobre “A nova reforma da Previdência e suas perspectivas para os trabalhadores com foco nas experiências internacionais – América Latina e Europa”. O evento acontece até essa sexta, 14, no Hotel San Marco Hotel, em Brasília. Amanhã os debates serão sobre “medidas aplicadas pelo governo Temer, o Congresso Nacional e suas consequências para os servidores e o serviço público” e “o novo governo, propostas iniciais e implicações para o mundo do trabalho, o direito dos trabalhadores e o serviço público”.

Enfrentamento 

Com o seminário, os servidores devem se preparar e começar a definir estratégias de enfrentamento e de luta levando em conta o cenário político, econômico e jurídico atual. Ontem, 12, representantes do Fonasefe se reuniram na sede da Condsef/Fenadsef também para fazer um debate de conjuntura.

Fonasefe apontou a realização de ato em defesa do serviço público para 2ª quinzena de fevereiro

 

Os ataques ao setor público envolvem desde ameaça a retirada de direitos com uma nova reforma da Previdência, anúncios e extinção de orgãos, como o Ministério do Trabalho, até privatização e demissões em estatais estratégicas possibilitadas por decreto recente editado por Michel Temer.

A maioria dos servidores do Executivo, composta por entidades do Fonasefe, apontou a realização de um ato contra o desmonte e privatizações, em defesa dos serviços públicos e contra a retirada de direitos. A atividade deve ocorrer na 2ª quinzena de fevereiro.

Share With:

andrade@sintrafesc.org.br

Sem comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.