a
HomeView All Posts

As eleições se aproximam. Em 7 de outubro, os brasileiros devem escolher, além de senadores e deputados estaduais e federais, o próximo presidente da República. Geraldo Alckmim (PSDB-SP) é um dos candidatos. Uma postulação da legítima direita e, ao que tudo indica, com apoio do capital financeiro. Nesse contexto, o Sindsep-PE, como uma entidade que representa os servidores públicos federais, desde já alerta: a vice do tucano, a senadora Ana Amélia (PP-RS), é defensora do Projeto de Lei do Senado

Os 16% do aumento no STF provocam reajustes em série   O aumento nos gastos com pessoal em decorrência do aumento de 16,38% para os ministros do Supremo Tribunal Federal pode chegar a R$ 6,5 bilhões, incluindo aumentos salariais em cascata em dois poderes. Essa estimativa leva em conta os R$ 40 bilhões previstos no Orçamento para gastos com pessoal, este ano, e também à vinculação de milhares de assalariados do serviço público aos salários do STF. A informação é da Coluna

Especialista ouvido pelo Portal CUT avalia que atitudes simples como cobrança e fiscalização, tirariam país da crise e ajudariam a ampliar investimentos em áreas fundamentais, como saúde e educação   De janeiro até agora o Brasil deixou de arrecadar R$ 345 bilhões por causa da sonegação de impostos, segundo o Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional (Sinprofaz). O montante é atualizado em tempo real pelo Sonegômetro, ferramenta criada pelo Sinprofaz. São valores impressionantes e a rigor, infelizmente não causam surpresa, apesar da

Uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) identificou indícios de pagamentos irregulares a 12.658 servidores, aposentados e pensionistas de 287 órgãos públicos federais envolvendo os três poderes. Segundo a auditoria divulgada no jornal Folha de São Paulo, o número pode ser ainda maior porque há outros 4.380 casos sendo apurados. Considerando os casos ainda em apuração, a soma dos pagamentos indevidos pode chegar a R$ 730,6 mi ao ano. O mês de referência utilizado foi março, quando a folha

Levantamento traz dados de letalidade e vitimização policial do ano passado: ouvidor considera grave os 26 suicídios de agentes e os 940 mortos pela polícia, recorde depois de 1992   Um levantamento realizado pela Ouvidoria das polícias de São Paulo aponta que houve excesso em 74% dos 756 casos de morte em decorrência de ação policial analisados. A polícia matou 940 pessoas no ano passado, número que só perde para 1992, quando houve 1.470 mortes, período em que houve o massacre do

Estudo mostra conexões entre ameaças ao meio ambiente e o capital que escapa ao controle dos Estados   Boa parte do dinheiro escondido nos paraísos fiscais acaba financiando a pesca ilegal e o desmatamento amazônico. É o que mostra um estudo que analisou os escassos dados públicos existentes sobre os movimentos desse capital opaco e seu impacto ambiental. Os resultados mostram que a maioria dos pesqueiros investigados por exaurir os mares tinha bandeira de conveniência. Enquanto isso, boa parte do investimento estrangeiro

Os trabalhadores atenderam ao chamado da CUT e demais centrais e realizaram mobilizações em todo o País para exigir um basta de desemprego, retrocessos e fim dos direitos. Confira como foi o dia nos estados   Basta de desemprego, de preços abusivos do gás de cozinha e gasolina, basta de privatizações, de retrocessos sociais e trabalhistas, basta de arrocho salarial e de desmandos! É o que exigiram os trabalhadores e trabalhadoras em todo o País desde a madrugada desta sexta-feira (10), no

Atos e panfletagens estão acontecendo em todas as regiões do Estado durante esta sexta-feira para protestar contra os desmandos do Governo Temer   Trabalhadores e trabalhadoras em todo o país estavam mobilizados nesta sexta-feira, 10 de agosto, para o Dia do Basta – um dia nacional de mobilização e paralisações - para protestar contra os desmandos do Governo Temer. Em Santa Catarina, em todas as regionais do Estado aconteceram atividades para dialogar com a população sobre o aumento do desemprego, a destruição

Apenas em 2017, o Brasil registrou 63.880 mortes violentas, o maior número de homicídios da história recente do país. Os dados indicam que foram assassinadas 175 pessoas por dia, registrando elevação de 2,9% em comparação a 2016. A taxa é de 30,8 mortes para cada 100 mil habitantes. Os dados fazem parte do 12º Anuário de Segurança Pública divulgado nesta quinta-feira (9), em São Paulo, durante o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O Rio Grande do Norte (68) registrou a maior taxa

Por Ângelo Fabiano Farias da Costa*   “A manutenção da exploração de menores vem de uma cultura enraizada em grande parte da nossa população no sentido de que “se mostra muito melhor a criança ou o adolescente estar trabalhando do que estar na rua fazendo coisas erradas, como se drogar, roubar e se prostituir”. Vivemos em um país onde existe o mito de que o trabalho infantil ensina valores morais”   A Lei nº 11.542/2007 instituiu o 12 de junho como Dia Nacional de Combate