a
HomeNotícias20 milhões de brasileiros passam fome, diz pesquisa

20 milhões de brasileiros passam fome, diz pesquisa

Quase 20 milhões de brasileiros passam fome. Eles declaram passar mais de 24 horas sem ter o que comer em alguns dias. 24,5 milhões não têm certeza se conseguirão se alimentar no dia a dia ou já reduziram a quantidade e qualidade do que comem. Outros 74 milhões estão inseguros com a possibilidade de passar fome.

Os dados são de levantamento da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan). A pesquisa ainda mostra que mais da metade da população (55%) sofria de algum tipo de insegurança alimentar em dezembro de 2020.  O estudo foi feito em 1.662 domicílios urbanos e 518 rurais, segundo a Folha.

Pesquisa Datafolha para o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor mostra também que brasileiros têm comido mais alimentos ultraprocessados e baratos. Entre os que mais consumiram este tipo de alimento estão os adultos na faixa dos 45 aos 55 ano, que passaram de 9% a 16%.

Norte e Nordeste sofrem com a fome

No Norte e no Nordeste, a fome, classificada como insegurança grave, afeta respectivamente 18% e 14% dos domicílios. No Centro-Oeste, que concentra a produção do agronegócio, mais de um terço das famílias sofre insegurança leve.

A pesquisa foi feite antes da inflação acumulada nos últimos meses. Em setembro, o IPCA para alimentos teve aumento de 64%.

Aumento de favelas

Além da fome, o desemprego, a queda de renda e a inflação têm feito explodir o número de favelas no Brasil. Em dez anos, elas dobraram de número nas cidades do país. Os “aglomerados subnormais”, segundo o IBGE, saltaram de 6.329 em 323 municípios para 13.151 em 734 cidades. O aumento ocorreu entre 2010 e 2019.

São características dessas áreas o padrão urbanístico irregular e a falta de saneamento básico. O total de domicílios com essas condições foram de 3,2 milhões para 5,1 milhões no período.


 

Fonte: Caique Lima, Diário Centro de Lima

Share With:

andrade@sintrafesc.org.br

Sem comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.