a

No posts were found.

Last Week Posts

Dirigentes sindicais e partidos progressistas acreditam que reforma Administrativa não deve ser aprovada no plenário da Câmara, mas para isso, é preciso continuar a pressão. Quem "vota, não volta"   Os servidores públicos vão ampliar a pressão junto aos deputados federais para que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 32, da reforma Administrativa, não seja

Despois das manobras vergonhosas, a comissão especial que analisa a Reforma Administrativa aprovou o texto base por 28 votos a favor e 18 contra. A sessão que durou mais de dez horas, teve oito membros substituídos, sete pareceres, anulação de proporcionalidade e a ampliação do número de membros da comissão (de 41 para 47) até

Proposta amplia prazo de contratos temporários, beneficia militares e não alcança os altos salários do funcionalismo Após a entrega de sete pareceres por parte do relator e de uma série de reviravoltas, a comissão especial que analisa a reforma Administrativa na Câmara dos Deputados aprovou o texto-base que deverá seguir para o Plenário da Casa por 28

Deputados de oposição denunciaram a troca de membros. O Partido Novo, por exemplo, assumiu 6 cadeiras, tendo apenas 7 deputados na composição da Casa   A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 13/21, conhecida como PEC da Reforma Administrativa, aprovou nesta quinta-feira (23), por 28 votos a 18,

A proposta passou na comissão especial e está pronta para ser votada em plenário. Para ser aprovada, precisa de 308 votos favoráveis   A comissão especial da Câmara dos Deputados destinada a discutir a reforma administrativa aprovou nessa quinta-feira (23/9) o parecer do relator Arthur Maia (DEM-BA) e, consequentemente, as mudanças nas regras para o funcionalismo público. A previsão é a de que

Presidente do Sintrafesc reafirma em entrevista a luta dos servidores contra PEC 32   O relator da Reforma Administrativa na comissão especial, Arthur Maia (DEM-BA), após reunião com parlamentares da base governista e a favor da aprovação da PEC 32, apresentou na tarde de ontem uma quarta versão, e posteriormente, já por volta das 21h30min da noite

Nova versão do parecer surgiu após 21h, gerando protesto dos deputados. Parlamentares solicitaram adiamento da análise Em meio à sessão para votar o relatório da reforma administrativa (PEC 32/20) na comissão especial da Câmara, uma mudança de última hora no substitutivo foi divulgada. Em sua quinta versão, o parecer do relator, deputado Arthur Oliveira Maia (DEM-BA),