a
HomeNotíciasComcap: Gean quer expandir a terceirização do serviço para outras regiões da cidade

Comcap: Gean quer expandir a terceirização do serviço para outras regiões da cidade

O que a terceirização muda na vida da população? Leia e entenda

 

A terceirização vai aumentar a taxa de limpeza pública enquanto trará lucro para os donos das empresas – e quem pagará essa conta vai ser você. A região continental de Florianópolis sofre com a irregularidade da coleta feita pela empresa terceirizada. Mesmo assim, a prefeitura quer expandir a terceirização para outros bairros.

O Tribunal de Contas de SC (TCE) inclusive abriu processo para investigar os contratos com as empresas terceirizadas contratadas por Gean Loureiro. 

DIRETO DO BOLSO DA POPULAÇÃO!

O país inteiro reconhece Florianópolis como referência em limpeza urbana graças ao trabalho da Comcap. Mas agora, o prefeito Gean quer entregar nosso patrimônio para empresas privadas com a mentira de que a Comcap custa caro.

A Amazon Fort, por exemplo, vai receber R$ 16,8 milhões ao ano para fazer só cinco roteiros da coleta convencional. Já a Comcap faz mais de 40 roteiros, além de pelo menos outros 16 serviços como coleta seletiva, hospitalar, de verdes, remoção, capina, limpeza de valas, varrição de ruas…

É BEM MAIS CARO DO QUE A PREFEITURA DIZ

Sempre que um governo quer privatizar um serviço, usa o mesmo argumento: redução do gasto público. Gean Loureiro não foge da regra e fala o mesmo sobre a Comcap. Mas será que o serviço terceirizado é realmente “mais barato”?

A Prefeitura renovou o contrato com a Amazon Fort e está dando R$ 1,4 milhão por mês para a empresa fazer um serviço que a Comcap já faz. Ou seja: nós estamos pagando duas vezes para recebermos um serviço que já recebíamos antes.

SUCATEAMENTO E SALÁRIO DE FOME

Gean Loureiro chama os trabalhadores da Comcap de “privilegiados”, mas não fala quanto a coleta privada paga para quem se arrisca e adoece limpando a cidade.

No começo do ano, a terceirizada estava pagando R$ 100 ao dia para um gari coletar lixo por 12 horas. Flagramos garis de chinelo e com o pé enfaixado. A “economia” destas empresas vem do bolso e da segurança de quem mais trabalha pelo povo.

CRIMES E  VIOLAÇÕES AMBIENTAIS

Pesquise na internet pelo nome da Amazon Fort, que é uma das terceirizadas que Gean trouxe para Florianópolis. Rapidamente você vai encontrar notícias como despejo de lixo contaminado no aterro comum, chorume na rua, combustíveis no rio e até uma prisão por armazenamento irregular de lixo hospitalar. Leia algumas das denúncias: https://bit.ly/3iSfV32

Você lembra de ler esse tipo de notícias sobre o trabalho da Comcap? Empresas querem o lucro acima de tudo, mas cuidar do meio ambiente sai caro.

SERVIÇO DE PIOR QUALIDADE

Já há uma terceirizada atuando na região continental de Florianópolis desde janeiro. O resultado é péssimo: lixo acumulado nos bairros, aumento no número de reclamações e roteiros mal concluídos. 

A culpa obviamente não é dos trabalhadores que fazem a coleta, mas da empresa, que espreme a categoria até a última gota para garantir o seu lucro. O que veremos na coleta terceirizada é isso: funcionários sem treinamento, equipamentos ou direitos trabalhistas.

Nós, trabalhadores da Comcap, enfrentamos essa política de destruição do serviço público e contamos com o apoio da população! Lute conosco em defesa da Comcap! Dinheiro público é para o serviço público!


 

Fonte: Sintrasem

Share With:

andrade@sintrafesc.org.br

Sem comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.