a
HomeNotíciasElite do funcionalismo custa quase três vezes a média do restante

Elite do funcionalismo custa quase três vezes a média do restante

Elite do funcionalismo custa quase três vezes a média do restante

O gasto da União com a elite do funcionalismo é quase o triplo da despesa com os outros servidores públicos, aponta levantamento do jornal O Globo com base em dados do Ministério da Economia. Só no Poder Executivo, por exemplo, a folha dos funcionários na ativa custará aos cofres públicos cerca de R$ 108 bilhões neste ano.

Desse montante, R$ 5,9 bilhões (5,46%) devem pagar vencimentos e benefícios das cinco carreiras mais bem remuneradas, que reúnem 13,8 mil trabalhadores. Assim, o gasto por pessoa neste grupo chega a R$ 421 mil por ano. Para os 608 mil restantes, a média da despesa per capita anual é de R$ 167 mil.

Os dados fazem parte de um diagnóstico feito pela equipe econômica de Paulo Guedes. O governo prepara para enviar ao Congresso uma reforma administrativa, considerada prioridade entre as pautas pós-Previdência. É possível que o assunto fique apenas para 2020.

Entre as cinco carreiras mais bem pagas, a remuneração média é de R$ 30,8 mil por mês. O estudo mostra ainda que esses servidores entram ganhando salários muito próximos (30% mais) aos do fim da carreira. Estimativas apontam que a progressão de carreira no funcionalismo leva, em média, cerca de 13 anos.

 

  • Capa: Rafaela Felicciano, Metrópoles

Fonte: Tácio Loran, Metrópoles

Share With:

andrade@sintrafesc.org.br

Sem comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.