a
HomeNotíciasCampanha SalarialEm dia de protestos, servidores entregam pauta de reivindicações no Ministério da Economia

Em dia de protestos, servidores entregam pauta de reivindicações no Ministério da Economia

Um dos pontos centrais é a cobrança de um percentual de 19,99%, valor referente às perdas acumuladas durante os 3 anos de governo Bolsonaro. Vale lembrar que a maioria dos servidores do Executivo está há pelo menos 5 anos sem qualquer reajuste

 

Nessa terça, 18, servidores se uniram em um dia de luta para cobrar recomposição salarial JÁ para o conjunto do funcionalismo. A categoria protocolou documento junto ao Ministério da Economia. 

Um dos pontos centrais é a cobrança de um percentual de 19,99%, valor referente às perdas acumuladas durante os 3 anos de governo Bolsonaro. Vale lembrar que a maioria dos servidores do Executivo está há pelo menos 5 anos sem qualquer reajuste.

Outras capitais como Rio de Janeiro, a maior em número de servidores do Executivo, seguida por Brasília, Recife, Salvador também registraram atos para marcar o 18 de janeiro. Em meio ao aumento do número de casos da Covid-19 e surto de influenza no Brasil, todas as atividades seguem com caráter mais simbólico buscando respeitar regras sanitárias com uso de máscara e álcool gel. 

Os próximos dias seguem de debates, reuniões e avaliações de conjuntura para que os servidores sigam na construção da unidade em torno de suas pautas de reivindicação. No dia 20 a Condsef/Fenadsef realiza plenária nacional da maioria dos federais. Dia 21 tem nova reunião do Fonasefe. Novas agendas e atividades devem ser apontadas. No dia 2 de fevereiro já tem ato para marcar o retorno dos trabalhos no Congresso Nacional. 

Em ano eleitoral a pressão da classe trabalhadora em defesa dos seus direitos será cada vez mais necessária. A unidade dos servidores deve ser ampliada com a campanha por reposição salarial se somando ao movimento pela derrota da PEC 32, da reforma Administrativa, que segue ameaçando os serviços públicos brasileiros. 

Confira íntegra da carta do Fonasefe protocolada hoje junto ao Ministério da Economia

        > Anexo Carta Fonasefe

 


  • Capa: Scarlett Rocha, Sinasefe

Fonte: Condsef/Fenadsef

Share With:

andrade@sintrafesc.org.br

Sem comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.